Índice

Terapias Naturais e Ancestrais

A doença e um mal necessário, pois ela indica ao homem a sua desarmonia. Se ela não existisse não saberíamos se os nossos caminhos para a evolução estão corretos. "Há doença porque o homem não aprende as lições que a vida tenta lhe ensinar".

As doenças sempre existiram, desde os tempos mais remotos, e o homem sempre buscou meios de amenizar os sofrimentos causados por elas. Nos tempos mais remotos eram os curandeiros, magos, bruxos, feiticeiros e pajés que tratavam das doenças.

Estas sempre foram atribuídas de uma maneira ou de outra a problemas espirituais. Os tratamentos eram os mais diferenciados, mas se utilizavam de plantas, massagens, agulhas, banhos, cataplasmas e poções para expulsar os espíritos ruins do corpo do doente.

Com o passar do tempo os homens que cuidavam dos doentes passaram a chamar-se de curandeiros, sábios ou médicos. Eram homens que combinavam a manipulação dos elementos da natureza para poder curar. Geralmente estes conhecimentos ficavam restritos a família, transmitidos de pai para filho. As vezes aceitavam pessoas que eram considerados como discípulos, mas a necessidade crescente de mais pessoas que cuidassem dos doentes levou a formação das primeiras escolas, onde eram transmitidos os conhecimentos adquiridos anteriormente pela tradição "dita secreta".

Os recursos ainda utilizados, na maioria das vezes, eram os recursos naturais, como por exemplo, os chás, as sangrias, as mãos e as agulhas.

Antes mesmo do período da formação das escolas, que reuniam os conhecimentos da ciência, existiam os alquimistas que além de buscarem os segredos da longevidade e da vida eterna, através da manipulação das substancias elementares da natureza, também fizeram uma serie de descobertas para expurgar o sofrimento humano combinando substancias.

Como advento da revolução industrial, o homem buscou recursos mais eficazes para sanar o sofrimento humano.

Começou a isolar as substancias da natureza e passou a recria-las em laboratórios para poder tratar do homem.

Mas ele continuou doente e novas doenças surgiram e não conseguiu controla-las. Daí então, as pessoas começaram a entender que os conceitos antigos não eram totalmente errados e como homem também tem que cuidar do espírito para não adoecer.

No inicio deste século, países do primeiro mundo investiram grandes somas de dinheiro na medicina cientifica. Tomando medidas como concentrar em um só espaço, as várias clínicas de tratamento médico (hospitais), submeter os pacientes a exames, custear a fabricação de aparelhos sofisticados, assim como, de medicamentos.

No entanto, este avanço que vingava no início do Século XX, com uma população que teve um crescimento extraordinário neste período, tornou-se inviável o custeio da saúde publica e privada em todos os cantos do mundo.

Pois não e so no Brasil ou no terceiro mundo que há dificuldades para resolver os "déficits" da saúde.

O primeiro mundo antecipou-se e já voltou a se utilizar das terapias ancestrais como forma de minimizaras incidências dos problemas de saúde.

Fonte:


Índice

Fale Conosco! Por favor, preencha todos os campos.
 
 

SINATEN - Sindicato Nacional dos Terapeutas Naturistas

Rua Dr. Neto de Araújo, 397A - Cj.1A - Vila Mariana - CEP 04111-001 - São Paulo - SP - Fone/Fax: (11) 5575 5431
E-mail: sinaten@sinaten.com.br


Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, null given in /home/sinatenadm/public_html/paginas/artigos/ler_artigo.php on line 124